Ainda não há comentários

CONFISSÃO DE FÉ

Temos escrito uma história de 10 anos de igreja ativa. A título de esclarecimento, nós não viemos de nenhuma divisão ou rebelião, pelo contrário, somos originados da igreja do Nazareno- Recreio, sob a liderança do Pr. Carlos, que nos abençoou e fruto do chamado de nosso presidente e fundador Bispo Jorge Cerqueira.

Nossa história começa em 11 de setembro de 2007, momento em que nascia a nossa igreja, simples, num culto, á noite em um restaurante chamado Bosque das Vargens, evangelizando, com a distribuição de sopa nas noites de terças feiras. Logo no início das reuniões na nossa igreja, percebíamos que a influencia do pentecostalismo, pela influencia de alguns irmãos, havia descambado para algo sem sustentação bíblica, num misto de sincretismo demasiado nos cultos, com isto, ao passar o tempo, assumimos com a nossa Diretoria, o compromisso didático na aplicação da Graça de Deus e a do sermão pedagógico no estudo da Palavra de Deus. Nós, os Fornalhas, não somos separatistas ou sectários, por isso, queremos ter comunhão com todos os outros cristãos. O Caráter de um membro da Fornalha, deixa claro que não tem o desejo de ser distintos de outros crentes. Isto é uma verdade. Afirmamos as doutrinas básicas do cristianismo. Confessamos os credos históricos. Unimo-nos aos demais cristãos em ações ministeriais e missionárias sempre que possível. Os Fornalhas veem a teologia como um chamado à salvação. Mais do que meros tópicos ou doutrinas, teologia é a história da Graça de Deus que atua constantemente e de modo preventivamente, promovendo conversão, santificação, e, por fim, a glorificação. Teologia tem a ver também com aquela que deve ser a nossa adequada resposta à Graça, a saber, a santidade do coração e da vida, que se dá através da prática disciplinada dos meios da Graça. Os Fornalhas compreendem o cristianismo mais como uma vida a ser vivida do que um conjunto de crenças a ser professado. Nós acreditamos que todas as pessoas podem ser salvas. Nós não acreditamos que Deus predestina algumas pessoas para irem para o céu e outras para irem para o inferno. Tomamos Jo 3.16 literalmente, que ensina que Deus ama o mundo inteiro e está disposto a salvar “quem” crê em Jesus. Deus não quer que ninguém pereça; Ele não tomou qualquer decisão que possa excluir pessoas da possibilidade de serem salvas. Jesus morreu por todos. Ninguém precisa deixar de desfrutar a vida cristã abundante na Terra e a eternidade no céu. Os Fornalhas acreditam que podemos estar seguros de nossa salvação. Tal segurança não está baseada numa presunção sobre o futuro, mas, sim, na presente e plena confiança que temos em Deus. Tal confiança é também a fonte de um dos frutos do Espírito que é a alegria. Estamos convencidos de que a verdadeira santidade será acompanhada por uma profunda felicidade. Vida cristã é vida “abençoada”. Os Fornalhas acreditam que as pessoas podem ser salvas “ao extremo”, denominamos isto de “plena salvação”. Perfeição cristã é a nossa marca, uma salvação em que não somos apenas salvos do pecado, mas também salvos para uma nova vida de justiça. Podemos ter uma plena santificação como fruto e resposta à Graça de Deus em que tanto a amplitude como também profundidade das nossas vidas são consagradas a Deus. Esta experiência pode ser iniciada por um momento de entrega, e, então, seguida por uma profunda devoção e dedicação de nossa vida restante ao Senhor. Limpeza e consagração são descritas por nossa Liderança como termos de santidade de coração e de vida. Ainda mais, combinamos fé e Ação Social. Nós, os Fornalhas, combinamos crenças em vez de separá-las, por exemplo: fé e obras, pessoal e social, coração e cabeça, piedade e misericórdia, Cristo e cultura. Acreditamos que o montante é superior à totalidade de uma das partes. Os Fornalhas contribuem para o cumprimento da Grande Comissão. Cremos que o mundo é nossa igreja e que o Senhor, que nos enviou, é também nosso companheiro de jornada. Temos vontade de comunicar o evangelho de maneira que permitam que todas as raças e culturas possam responder positivamente a Deus. Oferecemos Cristo no evangelismo que resulta no novo nascimento, e no estímulo que resulta em vida transformada. Reconhecemos que nossa missão engloba a todos os homens e ao homem como um todo, corpo, alma e espírito. Nós possuímos um conceito elevado da igreja. Nós rejeitamos qualquer ideia de independência cristã; procuramos, em vez disto, estarmos inseridos na comunidade cristã que nos une com aquela grande nuvem de testemunhas, que já estão no céu e nos irmanamos também na terra com todos aqueles que estão comprometidos com o cumprimento da Grande Comissão. Aqui, na sede, como membros do Corpo de Cristo, buscamos ser fiéis à Igreja e à sua missão e nos reunimos domingos, terças e quintas constantemente para adoração, oração, estudo da Palavra e celebração dos sacramentos. Os Fornalhas capacitam todo o povo de Deus para o cumprimento da Missão, a nossa herança nos ensina a capacitar todas as pessoas para o exercício de seus dons e talentos com vistas à edificação da igreja e cumprimento de nossa missão no Mundo. Nós nos opomos veementemente a todos os conceitos de fé ou eclesiologia que criam uma elite profissional que reserva a si o direito exclusivo de ministrar o Evangelho em detrimento do restante do povo de Deus.

Como consequência desta visão, nós confessamos, que as Escrituras tanto do Novo quanto do Velho Testamento são a inerrante, a inefável e a irrefutável Palavra de Deus e o que nela está não pode ser mudado. Cremos Que há um só Deus Vivo, Verdadeiro e Eterno, infinitamente perfeito e existindo eternamente em três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. Cremos que há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus homem. Cremos que Deus é Espírito, o único que possui imortalidade, que habita em luz inacessível, a quem homem algum jamais viu. Ele é o Criador e Governador do universo, o Doador e preservador da vida, Juiz de toda a terra, o Salvador, o Redentor, o Pai Eterno. Cremos que o Senhor Jesus Cristo, é a Palavra encarnada do Pai, tomou a natureza humana, reunindo assim duas naturezas inteiras e perfeitas – a Divina e a humana, foi concebido por Obra do Espírito Santo e nasceu de Maria virgem. Cremos que Ele nasceu, cresceu, sofreu, foi crucificado e morto, viveu sem pecado, cumpriu perfeitamente a vontade de Deus Pai, morreu na cruz pelos pecados de toda a humanidade e ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia para a justificação e reconciliação daqueles que creem.  Cremos no Espírito Santo, Espírito da Verdade e Consolador. Ele convence do pecado, da justiça e do juízo. Regenera, sela, habita, guia, ensina, santifica, consola, enche e reveste de poder o cristão, para a vida e para o serviço da Obra de Deus. Entendemos, acima de tudo, que o homem não é justificado por obras da lei, mas sim, pela fé em Cristo Jesus, temos também crido em Cristo Jesus para sermos justificados pela fé em Cristo, e não por obras da lei, pois, por obras da lei nenhuma carne será justificada. (Gálatas 2:16). Cremos e praticamos um Batismo nas Águas, feito por imersão, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e um ato de confissão de fé, com vistas ao sepultamento do corpo do pecado ou da natureza pecaminosa, para se viver em novidade de vida. Após o batismo nas águas, tem de acontecer uma mudança nos hábitos de vida. Cremos no Batismo, no Espírito Santo e que o Espírito Santo é um ato da Graça de Deus. É uma experiência única que se adquire pela fé no Senhor Jesus Cristo o qual deseja purificação, santidade em sua vida e o capacita para testemunhar o seu evangelho. Acreditamos nos Dons. A Ceia do Senhor é um símbolo da participação do corpo e do sangue do Senhor, ela é uma renovação dos votos de aliança com Deus através do sangue do Senhor Jesus. Acreditamos que os Dízimos e as Ofertas significam relacionamento com Deus. Cremos que a verdadeira Igreja é a noiva e o Corpo de Cristo, da qual Ele é o Senhor. Sua missão é dada por Deus de pregar o Evangelho a todas as pessoas e fazer discípulos de todas as nações. Da volta do Senhor Jesus Cristo, cremos que O Senhor Jesus voltará para arrebatar sua igreja, conforme Marcos 13:32-37. Assim, cremos e pregamos a Santificação.

Portanto, confessamos nossa missão de pregar a salvação pela santificação do homem e consequentemente da Sua igreja.  

Nas demais coisas, somos apenas cristãos. Somos o 4º Homem da Fornalha.

Seja bem vindo!!!

Bispo Jorge Cerqueira.

Publicar um comentário